Notícia postada em, 02 de Janeiro
2012 - Fartura em Tempos de Crise
 

Este é o lema da Igreja Presbiteriana Renovada de Portugal em 2012.

Vivemos em dias que se fala quase só em crise. No entanto nós estamos profetizando 2012 um ano de FARTURA, como aconteceu no tempo de Isaque.

Isaque foi para Gerar em um tempo de crise, de fome e por causa dessa crise ou fome.

O que ele fez em Gerar? Semeou. Qual o resultado? Colheu 100 vezes mais. Por quê? Porque Deus o abençoou.

O que devemos fazer em tempo de crise? Semear, não comer a nossa semente. Ao semear do pouco que temos, Deus se incumbe de nos fazer prosperar, de acordo com a promessa da Sua Palavra: “Tudo que o homem semear isso também ceifará … Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e aquele que semeia em abundância, em abundância também ceifará.” Gl. 6:7; 2 Co. 9:6.

Isaque tornou-se o homem mais rico daquela região, a ponto de Abimeleque, rei dos filisteus, dizer-lhe: “Aparta-te de nós porque já és muito mais poderoso do que nós.” Gn. 26:16.

A prosperidade e grandes riquezas de Isaque eram tão notórias que os filisteus o invejavam e o perseguiram.

Porém chegou o momento em que o rei Abimeleque e o seu povo concluíram: ‘Isaque é o abençoado do Senhor’, e foram atrás dele em busca de uma aliança de paz. “Então Abimeleque veio a Isaque de Gerar, com Aüzate, seu amigo, e Ficol, o chefe do seu exército. E perguntou-lhes Isaque: Por que viestes ter comigo, visto que me odiais, e me repelistes de vós? Responderam eles: Temos visto claramente que o Senhor é contigo, pelo que dissemos: Haja agora juramento entre nós e ti; e façamos um pacto contigo, que não nos farás mal … Agora tu és o bendito do Senhor. Então Isaque lhes deu um banquete, e comeram e beberam. Gn. 26:26-30.

Deus não depende das circunstâncias para nos abençoar. No céu não há crise e é de lá que vem os recursos para nós. Por isso cremos em FARTURA em tempo de crise! Porém, para isto precisamos fazer o que Isaque fez, isto é, semear. A semente não é para se comer, mas para semear. Ninguém colhe se não semear primeiro.

Se semearmos o melhor, colheremos o melhor.

Se semearmos em abundancia, colheremos em abundância.

Isaque estava vivendo um tempo de fome, num lugar de fome e poderia pensar: Tenho pouco, vou usar o que tenho para gastar nas minhas despesas, não sobra para semear. Mas inteligente e fiel a Deus como era, tomou a decisão certa. Semeou daquilo que tinha. Não apenas não passou fome, mas daquilo que semeou colheu cem vezes mais, no mesmo ano.

O raciocínio é lógico: Se tenho pouco, isto é semente, não é colheita; então vou semear o que tenho para que tenha bastante, haja colheita. Este foi o desafio de Isaque naquele tempo de crise. Ele enfrentou o desafio, Deus se agradou e o abençoou e prosperou 100 vezes mais.

Este é o desafio seu e meu neste tempo de crise. Se queremos o mesmo desfecho de Isaque, temos que fazer como ele fez: SEMEAR.

Semeemos com generosidade, dizimemos com fidelidade e, como Isaque, viveremos em prosperidade.

2012  - ano de FARTURA EM TEMPO DE CRISE.

Leia Gn. 26:1-33.

Pr. Leopoldo P. Mota