Notícia postada em, 04 de Novembro
Jesus, o Primeiro Missionário
 
Textos Bíblicos: João 3:16a e 17; Isaías 6:8

Fazer missões é amar, gastar, deixar gastar-se; é usar o que tem para levar as almas para a Nova Jerusalém.

Fazer missões é apressar a volta de Jesus.

Fazer missões pode ser na vanguarda ou na retaguarda: indo ou sustentando os que vão. 

Fazer missões é pregar aos que estão perto e aos que estão longe. É investir na igreja local, mas também nos campos missionários.

Às vezes vemos só a nossa igreja, a nossa igreja. O que dizer dos outros que precisam mais que nós?

Vamos falar um pouco do amor de Deus e o de Jesus …

Deus, o Pai do 1º Missionário e Jesus, o próprio Missionário, fizeram o que puderam para salvar este mundo. O restante depende de nós: eu e você.

Fazer missões é como andar de bicicleta, não pode parar senão cai.

Certa vez Deus mostrou a um missionário o campo que havia de ir. Deu-lhe o nome do país e da cidade. Fomos com ele a esse país. O missionário confirmou: este é o lugar que Deus me mostrou. Ao voltarmos da viagem, infelizmente o missionário retrocedeu e não foi. Ele desculpou-se dizendo: “O país é este, a cidade é esta, mas o tempo não é agora.”

O fundador de uma missão no Sudão pregou muito tempo incentivando missões no interior da África. Uma senhora idosa da igreja lhe disse: “Entendi seu desafio, mas o que o senhor está fazendo por esse desafio?” Ele respondeu-lhe: “Entendi a sua mensagem:” Arranjou dois companheiros, e, apesar da oposição, foram. No terceiro dia, um dos companheiros, morreu. Assim, voltaram. Programou a viagem missionária pela segunda vez com mais dois  companheiros. Ao penetrarem na floresta os dois que o acompanhavam adoeceram e um deles veio a morrer. Ele regressou doente, mas não desistiu. Pela terceira vez enfrentou a mesma viagem e conseguiu levantar uma sociedade missionária com mil membros. Fez um grande trabalho para Deus.

Temos que evangelizar onde Deus mandar: cidades ou aldeias, At. 8:25e40.

O que precisamos para pregar para mais pessoas e fazer mais missões? Ter compaixão pelas almas.

O princípio do mundo é: Tenha dó de si mesmo. O princípio de Cristo é: “Negue-se a si mesmo”.

Há que haver obediência incondicional.

Que maravilhoso o trabalho dos seguintes missionários:

CORVOS MISSIONÁRIOS: Em obediência a Deus levavam duas refeições por dia a Elias. Pão e carne de manhã e pão é carne à noite. Elias bebia do ribeiro, I Rs. 17:4e6.

VACAS MISSIONÁRIAS: Duas vacas são separadas das suas crias e vão andando e berrando sem desviarem-se, mas levando a Arca da presença de Deus ao lugar que Ele as ordenou ( I Sm. 6)

PEIXE: Leva Jonas, o missionário desobediente. Se o peixe desobedecesse como Jonas pereceriam mais de 120 mil pessoas e o próprio missionário Jonas.

A água do ribeiro secou-se, I Rs. 17:7. Deus ordena uma viúva para sustentar Elias, I Rs. 17:9. Tudo que a viúva tinha era: “um punhado de farinha … e um pouco de azeite…”, I Rs 17:12. Elias disse: “Não importa o que você tem, mas primeiro fazeum bolo para mim e depois para ti e teu filho”, v. 13. A viúva obedeceu. A farinha não se acabou e da botija o azeite não faltou, v.16.

Investir em missões é dar oportunidade a Deus para nos prosperar.

Às vezes pensamos que quem deve fazer missões são os ricos, mas se olharmos para a bíblia vemos que Deus usou muito mais os pobres:

a) A Igreja de Filipos no ministério de Paulo fala de oferta de sacrifício, Fl. 4:18.
b) A oferta da viúva que Jesus disse que deu mais que todos os outros juntos.
c) O lanche do menino: cinco pães e dois peixes colocados nas mãos de Jesus resultou em alimento para uma multidão de milhares de pessoas e retorno de 12 cestos cheios ao menino.

Num poço de água, quanto mais água se tira, mais ele dá. A igreja tem em Jesus a fonte da água viva: quanto mais repartir a bênção, mais Ele dará. Se segurarmos a bênção egoisticamente, Deus a retirará.

Será possível um cristão com o coração a arder e o bolso congelado? “Onde estiver seu tesouro aí estará seu coração”.

Observe as diferentes experiências de três irmãos: cada um tinha um mealheiro missionário. Ao mudarem de residência os mealheiros ficaram perdidos por algum tempo. Mais tarde, ao encontra-los:

a) O mais velho, indiferente a missões – com o dinheiro comprou um relógio.
b) O segundo um tanto materialista – ficou com a metade e deu metade para missões.
c) O mais novo, com um coração missionário, disse: “Afinal, este dinheiro não é meu.” Entregou tudo para missões.

Resultado: o mais velho sempre foi pobre e dependeu do mais novo para viver. O segundo nunca foi rico nem pobre. O mais novo ficou muito rico e sempre ajudou o mais velho.

Vamos imaginar uma tribo com 1000 pessoas que nunca ouviram acerca de Jesus. Ao morrerem, para onde irão? Há quem diga que essas pessoas irão para o céu. Porém, imagine que um missionário vá lá pregar e 100 pessoas se convertem a Jesus. 100 vão para o céu e 900 para o inferno. Se os 1000 fossem salvos caso não ouvissem a pregação do Evangelho, seria melhor não ter ido missionário lá, pois a sua pregação teria mandado 900 pessoas para a perdição. Veja o que a bíblia diz em Rm 2:12 “Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados”.

Quando Deus nos chamou para Portugal e estávamos nos preparativos da mudança, inclusive fazendo campanha nas igrejas para angariarmos fundos para a viagem, deparei com uma rapariga com cerca de 21 anos que estava se preparando para ser missionária em uma tribo de índios. Ia ficar na tribo vários anos a aprender a língua. Depois mais vários anos para traduzir o novo testamento para o dialecto aprendido. Quando terminasse, pretendia começar tudo de novo em outra tribo. Pensei: meu chamado não é nada a comparar com o dela.

Que você diz do seu chamado? Evangelizar, fazer missões é chamado de Deus a cada um de nós.

Que cada um de nós possa dizer como o servo de Deus de Lucas 14:22: “Senhor, fiz como mandaste:”

IPRP está lutando para fazer mais missões, pois missão está no coração de Deus e no nosso também. Esta igreja em Portugal nasceu de missões e nasceu missionária.

Pr. Leopoldo Pereira da Mota