Notícia postada em, 23 de Fevereiro
Alegria Plena
 

Todos nós já sentimos alguma vez em nossas vidas alegria em nossos corações. Apreciamos muito a sensação e o bem-estar que a alegria nos proporciona. Porém, geralmente a alegria em nossas vidas é relacionada a factores externos como: uma prenda, uma boa notícia e etc… em outras palavras circunstâncias externas. Mas sabemos que na vida existem também as más notícias, os acidentes e uma série de circunstâncias que mais geram tristeza do que alegria em nós. Assim como nos votos de casamento, seria muito mais fácil viver se apenas lidássemos com as situações que nos trazem alegrias. E é por isso nem sempre estamos preparados para enfrentar as circunstâncias que nos trazem tristezas. Muitas pessoas vivem numa “montanha-russa” emocional, sendo vítimas das circunstâncias; quando as circunstâncias ao seu redor são boas na família, no trabalho… então está tudo bem, mas quando as circunstâncias estão más… está tudo mal. Assim como a paz para muitos é a ausência de guerras, a alegria para muitos é a sucessão de circunstâncias boas.

Deus deseja que não apenas tenhamos uma vida com alguns momentos de alegria, mas um vida de Alegria PLENA, em sua totalidade! Qual a diferença da alegria plena de Deus para a alegria que normalmente experimentamos? A Alegria Plena não é originada em nossas vidas por circunstâncias externas, mas brota em nossos corações e alcança todas as outras áreas de nossas vidas. A alegria plena não é apenas para os dias bons, mas para todos os momentos, todas as circunstâncias. A alegria plena não virá de fora, começará de dentro de nossos corações, precisamos aprender a seguir o fluxo do rio e parar de remar contra a correnteza. Para que possamos usufruir da Alegria Plena de Deus precisamos deixá-lo entrar em nossos corações. Entendemos que é desejo de todos o viver desta forma especial, porém, isto está reservado apenas para aqueles que entregaram as suas vidas a Deus e receberam a Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas. Se você ainda não entregou-se, quero encorajá-lo a fazê-lo! Será a melhor decisão de sua vida! Veja as palavras do salmista: “Tu me farás conhecer a vereda da vida, a ALEGRIA PLENA da tua presença, eterno prazer à tua direita.” (Sl.16.11). A Alegria Plena depende da presença de Deus em nossas vidas, sem ela, continuaremos a ser vítimas das circunstâncias a nossa volta.

A Alegria plena é maior que a alegria dos bens e prazeres. Quando alguém compra uma casa nova, normalmente isso é um motivo de grande alegria. É para muitos o vencer de uma realização, mas sabemos que está alegria não é eterna, nem plena, mas passageira. Pois quando surgir a necessidade de algumas reformas e gastos, normalmente aquela alegria inicial já estará bem apagada. Lembro-me de quando comprei um carro, foi um dia de muita alegria, mas lembro-me também de alguns meses depois quando estava com o carro avariado no meio de uma viagem e tive que retornar de guincho para casa. São alegrias passageiras que vem e vão, mas Deus tem uma alegria maior para nós: “Encheste o meu coração de alegria, alegria maior do que daqueles que têm fartura de trigo e vinho” (Sl. 4.7). Esta é a razão por que qualquer um pode ser feliz, pois a Alegria plena não depende das suas riquezas e posses. Alegria Plena não é privilégio para ricos e favorecidos nesta vida, mas para todos aqueles que deixam Jesus entrar em seus corações.

A Alegria Plena é maior do que a alegria circunstancial. Os cristãos não estão imunes as tristezas dessa vida, pois sabemos que vivemos em um mundo de aflições (Jo. 16.33). Podemos ser fragilizados e ameaçados pelas circunstâncias exteriores que querem nos entristecer, mas sem demora reacenderá a Alegria plena em nossos corações. Acidentes acontecem, situações que não entendemos nem percebemos o porquê. Até mesmo Jesus teve momentos assim, Ele chorou pela morte de seu amigo Lázaro (Jo. 11.35). Isso faz parte do “ser humano”, sofremos muitas vezes com diversas situações, mas como cristãos não paramos aí! Não nos deixamos abalar pelas circunstâncias externas, mas lembramos daquele que habita em nossos corações. “Maior é aquele que está em nós do que aquele que está no mundo.” (1 Jo. 4.4). Em meio a qualquer situação má devemos apresentá-la diante de Deus e pedir o Seu auxílio. Jesus não ficou preso na tristeza circunstancial da morte, mas buscou a Deus e Lázaro foi ressuscitado! O salmista ainda diz: “Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Sl. 30.5b). Não podemos deixar o nosso coração se apegar a tristeza circunstancial, mas entregá-la a Deus e deixar Ele resolver enquanto os nossos corações ficam conservados na Alegria Plena. Conheço várias senhoras que se tornaram viúvas a anos, e pela tradição usam vestes pretas e todos os dias revivem as tristezas circunstanciais do dia de sua perda, estão presas, vítimas das circunstâncias como muitos em outras áreas. Deus não deseja uma vida de luto para ninguém! Passamos por ele mas não devemos viver escravo da tristeza, mas consciente da vontade de Deus e de Sua direcção em nossas vidas. Precisamos escolher a alegria plena de Deus e abandonar a tristeza!

A Alegria plena nasce da obediência a Deus. Quando realizamos a vontade de Deus isso alegra o próprio Deus, pois Ele sabe que a consequência natural de Seus mandamentos são bênçãos em abundância para a vida de Seus filhos. Quando o rei Davi estava em pecado de adultério ele escreve o Salmo 51, ali é apresentado algumas características que ele não estava mais desfrutando em sua vida. Dentre várias coisas Davi apela a Deus dizendo: “Devolve-me a alegria da tua salvação…” (Sl.51.12) A alegria plena havia se apartado da vida de Davi, pois ele estava vivendo em pecado e desobediência ao Senhor. Jamais vamos desfrutar da alegria plena em nossas vidas se não aprendermos a obedecer a Deus. A Alegria Plena é uma das muitas vantagens que Deus proporciona ao coração de Seus filhos e filhas obedientes. Quanto mais obedientes, conhecedores e praticantes de seus mandamentos, mais alegria teremos em nossos corações. Veja o testemunho daqueles que obedeceram: “Tenho grande alegria em fazer a Tua vontade”(Sl. 40.8); “Os mandamentos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração”(Sl.19.8); “A luz nasce sobre o justo e a alegria sobre os rectos de coração” (Sl. 97.10); “A alegria está entre os que promovem a paz” (Pv. 12.20). Você hoje também é desafiado a buscar a Alegria plena em sua vida, mas serão as suas atitudes que determinaram se irá ou não desfrutá-la. O rei Davi se arrependeu, se humilhou, suplicou o perdão de Deus e enquanto voltava aos caminhos de Deus a Alegria Plena foi restaurada em sua vida.

Deus nos criou para vivermos na Alegria Plena de Sua presença. Hoje você pode começar a desfrutá-la se ainda não começou. É uma prenda de Deus na vida de Seus filhos e filhas obedientes. Não seja mais uma vítima das circunstâncias, liberte-se de dentro para fora, deixe Deus revolucionar o seu coração! Você também pode ser feliz se quiser.

Deus lhe abençoe,
Pr. Albert - Lisboa