Notícia postada em, 23 de Maio
Vivendo pelo Espírito
 

Tudo aquilo que Deus tem para nós, tem por objetivo conduzir-nos a tal vida em abundância que Jesus nos oferece (Jo. 10.10). Porém é muito comum vermos pessoas conhecedoras das promessas de Deus ainda tão distantes de alcançá-las. Já orei e ouvi inúmeros cristãos a clamar por mais de Deus em suas vidas, sem aparentemente receberem.

Por acaso Deus não cumpre as suas promessas? O que se passa em nossa jornada espiritual?

Creio que pela muita misericórdia da parte de Deus é que o Espírito Santo vem revelar a sua preciosa palavra em nossas vidas.

Tudo que nós precisamos, Deus já nos deu, tem dado e dará a cada dia. Nós porém, muitas vezes pesamos precisar mais do que o necessário. Segundo a palavra, existe uma forma de viver que nos leva a viver plenamente. Independentemente das circunstâncias, lutas e desafios que nos rodeiem. Existe sim, o esconderijo do Altíssimo (Sl. 91), mas somente para aqueles que decidem viver a maneira de Deus. Esta é a razão por que muitos crentes não desfrutam das promessas e de uma vida plena: Não vivem a maneira de Deus!

Segundo as escrituras nós devemos “andar no Espírito...” (Gl.5.16a). Não apenas algumas horas de nosso dia, ou alguns dias específicos da semana. Os fracassos de muitos cristãos se dão por não andarem no Espírito constantemente. E por darem lado a sua própria maneira de viver, colhem da corrupção da carne. Deus não deseja a nossa destruição, mas sim a nossa edificação. Tudo que nós precisamos está contido em vivermos no Espírito.

Apesar de ser tão simples a expressão “viver no Espírito”, existe uma multidão que não sabe o que é isso na prática de suas vidas.

Somos formados por corpo, alma e espírito. Em nossa alma está a nossa personalidade, pensamentos, vontades, feridas, mágoas, dores... Em nosso espírito está a nossa essência, nossa vida. Quando aceitamos a Jesus como Senhor e Salvador em nossas vidas, o Espírito Santo vem habitar no mais profundo do nosso ser e então o espírito humano é religado ao espírito de Deus. Das profundezas do nosso ser vem a jorrar uma nova vida! É lá em nosso espírito que Deus certifica que nos somos seus filhos e filhas. É em nosso Espírito que Deus derrama das suas bênçãos como a alegria, a paz, a fé, o amor, a misericórdia, a graça e etc. É de lá que vem o nosso alívio e refrigério! É a partir do nosso Espírito que vem a vida em abundância e o suprimento ilimitado da graça de Deus para nós.

Mas ainda habituados pela nossa velha forma de viver, a alma predomina nas decisões, opiniões  pensamentos e vontades. Sem Jesus, vivíamos pela nossa alma. A nossa alma estava habituada a orientar-nos. Mas agora com o Espírito Santo em nossas vidas a alma precisa render-se ao Espírito, para que então Deus possa fluir com liberdade através de nossas vidas.

É este o problema de muitos cristãos ainda hoje: Não morrem para si! Não estão crucificados juntamente com Cristo. Sua carne (alma) continua a dominar e a conduzir. E por isso vemos servos e servas de Deus que vivem em profunda sequidão espiritual. No mais profundo do seu ser há como uma represa com muita água, um espírito cheio de tudo que precisamos. Mas nossas almas são como os muros grossos das barragens. Impedindo o fluir de Deus em nossas vidas.

A conversa de Jesus com a mulher samaritana em João 4 agora fazem todo sentido! “A água que eu lhe der será uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo.4.14). A vida de Deus flui do nosso espírito através da alma e do corpo e deve jorrar para toda a nossa vida e para todas as pessoas que nos rodeiam.

Não são nossas palavras que salvam os perdidos, mas sim o agir do Espírito Santo nestes corações. Se não temos jorrado a vida eterna aos que nos rodeiam  familiares, colegas de trabalho, amigos e etc. É por que o Espírito não tem consigo atravessar as muralhas de nossas almas e tornar-se em virtude por onde vamos.

Para vivermos pelo Espírito como a palavra de Deus nos ordena, nossa alma precisa ser profundamente quebrantada e rendida diante de Deus. Ou será justamente por nossa alma que nos privaremos de crescermos na fé, congregarmos com os irmãos e vivermos abundantemente em tudo como Jesus nos promete. A alma não ajuda o Espírito, mas atrapalha. O Espírito guerreia contra carne (alma) e vice versa. Ninguém agradará a Deus vivendo pela carne (Rm. 8.8).

Se deixarmos, o Espírito Santo quebrantará as nossas almas para que então sejamos úteis ao Senhor. Do contrário continuaremos a contar fracassos, podendo viver em constante vitória. Nunca teremos a aprovação de Deus vivendo segundo as  nossas vontades, os nossos pensamentos e opiniões. Ele sempre dará graça aos humildes enquanto resiste aos orgulhosos.

No Salmo 34.18 é dito que o Senhor está perto dos que tem o coração (alma) quebrantado. No Salmo 51.17 aprendemos que um sacrifício (renuncia) que agrada a Deus é um espirito quebrantado. No Salmo 147.3 é dito que Deus sara os quebrantados de coração.

Todas essas questão são o retrato do que é viver pelo Espírito. Um viver que permite a cada instante o fluir de Deus em todas as áreas da nossas vidas.

Muitos tem orado por mais de Deus, mas ainda não perceberam que ainda há muito de si próprio, muito de suas "almas" em si. E por isso tem impedido o fluir, o avivamento e a obra de Deus.

A vontade de Deus para a sua vida é maravilhosa! Vida em abundância em todos os seus caminhos. Mas só desfrutamos disso se aprendermos essa tão simples e profunda lição: “andai no Espírito...” sempre!

 

Deus te abençoe,
Pr. Albert - CCR Faro