Notícia postada em, 31 de Outubro
Sou Cristão!
 
TEXTO BÍBLICO: I João 2:3-17

Um cristão é alguém que é seguidor de Cristo e não apenas se diz seguidor de Cristo. Para uma pessoa afirmar que é cristã e segue ao Senhor, deve prová-lo através de exemplos e não meramente por palavras. Dizer que é não significa, na verdade, que o é. Muitos são simpatizantes de Cristo, outros são adeptos e outros o acham um grande herói. Muitos o seguem apenas por tradição mas não por experiência pessoal.

O que é ser cristão de verdade?

De acordo com o texto mencionado, no v 3, lemos: "E nisto sabemos que o conhecemos..." Este conhecer não é superficial mas de forma profunda e pessoal. Esta declaração antecede alguns esclarecimentos: Nos podemos dizer que o conhecemos se:

1. Se guardarmos os Seus mandamentos
  • Guardar os mandamentos, na verdade é observá-los, colocá-los em prática, cumpri-los.
  • Os mandamentos não apenas os 10 escritos por Moisés no Sinai, mas toda a Escritura. A Bíblia está repleta de princípios e precisam ser observados.
  • Ninguém pode dizer que conhece a Deus se não guardar Seus mandamentos.
  • Quem guarda a Sua Palavra tem o Seu amor (I João 2:5)
  • Quem guarda a Sua Palavra evita o pecado (Salmo 119:11)
2. Se amarmos uns aos outros
  • "Aquele que diz que está na luz e aborrece a seu irmão até agora está em trevas. Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo." vs 9 e 10
  • O verdadeiro cristão vive esta palavra. O amor fraternal nos identifica como discípulos de Jesus (João 15:12; 13:34, 35)
  • O amor fraternal é uma marca de identificação, um sinal do cristianismo verdadeiro.
  • Muitas vezes nossa mensagem não é tão eficaz porque não condiz com esse estilo de vida. Se pregamos amor temos que vivê-lo com intensidade.
3. Não amar o mundo
  • "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele." vs.15
  • O mundo está relacionado com os prazeres carnais que esta vida oferece e que nos afasta de Deus e dos Seus propósitos.
  • Somos bombardeados todos os dias por atracões que preenches os requisitos de nossos desejos carnais. Se dermos lugar a esses desejos seremos conduzidos ao fracasso. 
  • Neste mundo somos forasteiros. Nossa cidade não é aqui. Este mundo passa e o nosso amor deve estar canalizado para o que é valioso.
Conclusão: Ser cristão é viver de acordo com o que o Senhor nos ensinou. Não apenas de palavras mas por atitude e frutos.

Pr. Maurício Guedes, IPRP em Almada