Notícia postada em, 16 de Setembro
Chamados a Obra de Deus
 

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” Mt.28.19-20

Temos ouvido muito falar de missões em nossos dias. Sem dúvida muito mais do que nas antigas gerações da igreja cristã mundial. Pelos meios de comunicação de nossos dias o contato missionário é tão acessível que podemos acompanhar as lutas e desafios quase que lado a lado mesmo estando em outros continentes. Antigamente, ao se enviar um missionário era raro ter notícias do trabalho e mesmo vê-lo novamente. Problemas que não temos em nossos dias. Diante disso com este avanço nas informações do campo missionário e facilidades modernas deveríamos fazer missões como nunca antes na história da igreja, mas por que não fazemos missões? O que nos impede de avançarmos?

1. Egoísmo.

Estamos vivendo em nossas culturas uma super valorização do Eu. Culturas mais antigas e primitivas tinham mais desenvolvido o cooperativismo. Em nossos dias, o cooperativismo está enfraquecido dando lugar ao egocentrismo. Não fazemos missões pois dizemos: que diferença isso fará em minha vida? Que benefício eu terei e desfrutarei? Muitos cristãos vivem debaixo de um forte espírito egoísta, visando apenas aquilo que de alguma forma lhe trará benefícios. Dizimam e ofertam pensando nas cadeiras almofadadas, no ar condicionado, nos presentes e agrados que receberão. Em Cristo somos chamados a negar a nós mesmo (Mt.16.24) e a vivermos lutando contra o egoísmo colocando os outros antes de nós mesmo. Li um testemunho de uma senhora que havia comprado um novo piano de cauda lindíssimo para sua casa e havia doado o antigo caindo aos pedaços para a obra missionária. Um retrato claro de um coração egoísta: o melhor para mim. Porém, Deus a confrontou e disse que o melhor é para Ele e sua obra. Desta forma, ela aprendeu a negar o egoísmo e a fazer missões, agradando a Deus e não a si mesma. Devemos agir da mesma forma.

2. Falta de Conhecimento.

Ao falarmos com alguns cristãos sobre missões percebemos que ao seu modo de ver missões é algo opcional e sobressalente na vida da igreja. É o luxo de algumas igrejas mais abastadas que tem dinheiro sobrando, de pessoas chamadas e etc. Mas ao nos aproximarmos da Palavra de Deus e da vida de Jesus vemos que não é assim. A responsabilidade missionária não é de apenas algumas igrejas, e sim de todas; a responsabilidade não é só de alguns cristãos, mas de todos nós.

Oseías 4.6 nos diz: "O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento". O motivo da destruição do povo de Deus é porque eles não conheciam a Deus e a sua Palavra. Ignorantes da vontade de Deus faziam muitas coisas, porém nada que se "alinhasse" com os desejos de Deus, por isso não tinham a Sua bênção no que faziam. Se entrassem em uma batalha perderiam, pois Deus não batalharia por eles, se plantassem não colheriam pois Deus não os abençoaria com as chuva como aconteceu com o povo de Israel por três anos e meio (1 Rs. 18). Pela falta de conhecimento nos cercamos de inúmeras atividades que não agradam a Deus e não atraem o seu favor. Como diz o salmista: "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam" (Sl.127.1). Certa vez, ouvi o testemunho de uma igreja que estava construindo o seu templo, e para conseguir o dinheiro necessário fechou todos os pontos missionários que tinha e deixou de semear na vida de missionários em outros países. O templo foi construído, porém perderam a bênção de Deus por não investirem naquilo que Deus investe e se preocupa. Aos poucos não havia mais visitantes, conversões, crescimento, vida... pois mesmo sendo uma igreja de Jesus Cristo está já não o acompanhava em Sua obra. O mesmo acontece com diversos cristãos ao redor do mundo que não querem se submeter a Deus e Sua vontade, negando orar, semear, contribuir e ir pelos perdidos ao redor do mundo nos diversos campos missionários. Você precisa saber que missões é prioridade para Deus e sua igreja e todos nós devemos participar ativamente.

3. Falta de Fé.

Sem fé é impossível agradar a Deus (Hb.11.6), por isso é óbvio que a caminhada cristã é uma caminhada realizada pela Fé. O justo (aquele que é justificado por Jesus) viverá pela Fé (Rm.1.17). Desta forma, assim como nos aproximamos de Deus pela Fé e usufruímos da maravilhosa salvação, a obra de Deus também é realizada pela Fé.  Dificuldades existem em todo o mundo, e se dependesse delas jamais investiríamos na obra missionária em nenhum lugar. A Fé não é pautada por aquilo que vemos, mas por aquilo que aprendemos de Jesus e cremos. A situação missionária aos olhos humanos é desanimadora, pois muitas vezes não vemos nada! O que fazemos parece uma gota no oceano, e pensamos: por que investir nisso se não vejo nada? Não há templos? convertidos? Só lutas? Porém, pela fé investimos nas vidas que ainda não vieram a Cristo, na igreja que ainda não surgiu, mas que o Senhor levantará. Sem Fé nunca investiremos em missões, mas pela Fé daremos tudo de nós para que os sonhos de Deus se tornem concretos. A resposta do porquê fazemos missões é por que cremos que Deus assim deseja fazer por meio daqueles que crêem (Jo.12.46; Jo.20.21).

Enganoso e corruptível é o nosso coração (Jr. 17.9). Sem percebermos o egoísmo tem tomado conta de nossas vidas, e temos nos afastado do Altíssimo e de Sua preciosa Palavra que nos mostra o caminho. Pela falta de fé, mal conseguimos enxergar além das paredes de nossas igrejas os campos brancos prontos para a colheita de vidas que breve acontecerá. Como cristãos nunca fomos tão numerosos, tão ricos, tão tecnológicos como antes... sem dúvida podemos fazer missões como nunca antes na história cristã e Deus conta com você para isso.

 Pr. Albert Canfield Sniecikoski