Notícia postada em, 15 de Setembro
A Conferência passou as Bênçãos ficaram!
 

Somos gratos a Deus por tudo aquilo que Ele fez nestes dias da 22ª Conferência Nacional e 3ª Europeia (9, 10 e 11 de Setembro). Comemorando os 25 anos da Igreja em Portugal, foi um tempo de festa e gratidão por todas as bênçãos que Deus já nos deu e também um tempo de preparo para tudo aquilo que ainda virá e conquistaremos para Ele.

No primeiro dia (Sexta a noite) fomos ministrados pelo Pr. Tomás Santa Marta - da Igreja Nova Vida em Madrid, Espanha - sobre o tema "O Capitão da sua Embarcação". Baseado em Jonas capítulo 1, focando a personagem do Capitão que aceitou levar Jonas em seu barco em troca de algum dinheiro, mal sabia ele que ao permitir Jonas em seu barco isto quase o levaria ao fim as suas vidas e bens (mercadorias e o barco). Jonas adentrou o camarote interior do barco, um dos lugares mais íntimos e escondidos e ali dormia. A tempestade que aquele capitão enfrentou se devia a presença de Jonas em seu barco. Em nossas vidas muitas vezes passamos por tempestades causadas pelos "Jonas" escondidos em nossas vidas. A única maneira de garantirmos as nossas vidas é deitando fora os "Jonas" de nossos corações. Jonas Fora, fora o pecado!

Pela manhã de Sábado fomos ministrados pelo Pr. Nuno Lage de IPR de Castelo Branco. Ao falar sobre o homem da mão ressequida (Mateus 12.1-13), de como por causa de sua deficiência era incapaz de viver a vida em sua plenitude. Sua mão era inoperante e incapaz de construir, de lhe defender, de trabalhar e etc. Assim como as nossas mãos são preciosas para vivermos, assim também é a fé para o crente. Elas são as nossas "mãos espirituais" pelas quais vivemos. Muitos estão com a "Fé Ressequida" e precisam  da cura de Deus em sua Fé para exercer o seu devido e glorioso papel em suas vidas.

Pela tarde de Sábado fomos ministrados pelo Pr. Tomás sobre o tema "Princípios para a Multiplicação". Toda a Criação possui em sua essência o princípio multiplicador e reprodutor. Vemos isso no reino animal, vegetal, mineral, espiritual e etc. Ao realizar o milagre da multiplicação dos pães e peixes (João 6.1-13) Jesus nos ensina princípios para a multiplicação em todas as áreas de nossas vidas. Há prazer e regozijo na multiplicação e Deus deseja fazer de cada um de nós e de sua Igreja verdadeiros multiplicadores em todas as áreas.

A noite o Pr. Tomás falou sobre a vida de José (Mateus 1.18-25). José era um bom homem pelos padrões dos seus dias, poderia dizer que não roubava, não mentia, não era homem de vícios, era israelita e etc. Porem ao saber que a sua noiva estava grávida de outro (o Espírito Santo) planejou deixá-la secretamente, ou seja, não queria causar escândalos ou difamar Maria. José era uma boa pessoa, porem para Deus não bastava José ser bom, isso não o classificava para fazer parte do plano salvífico de Deus. A mensagem dada pelo Anjo a José converte-o "De Bom a Útil" para Deus. José teve um grande papel ao cuidar de sua família e filho, Jesus o Salvador. Nós também precisamos ser mudados de bons para Úteis para Deus.

No domingo pela manhã o Pr. Elias Caetano da IPR de Jersey nos falou sobre a obra missionário a qual somos "Comissionados por Deus" (João 20.9-23). Muito além de um convite, um desafio para alguns poucos, o Senhor Jesus nos ordena e comissiona a continuar a Sua obra nessa terra. Uma missão que irá custar o nosso tempo, nossos recursos, nossa vida, porem somos enviados com a autoridade e segurança de Deus para a expansão do de Seu reino por toda a terra.

Domingo a tarde o Pr. Tomás nos falou sobre Urias o heteu (2 Samuel 11.1-17) que era casado com Bete-Seba, aquela que adulterou com o rei David. Urias era um guerreiro, um estrangeiro que adotou a Israel como a sua terra e cultura. Em tudo Urias era exemplar e demonstrava um alto nível de dedicação e fidelidade a Deus, a seu rei David e a seu general Joabe (autoridades sobre a sua vida). Urias é um modelo para nós valentes do Senhor que devemos estar dispostos a adentrar as primeiras linhas do exército do Senhor, mesmo que isso nos custe a vida como custou a Urias. A mesma disposição que havia em Urias para dar a sua vida por seu rei, devemos ter para dar as nossas vidas pelo nosso rei Jesus.

O clima espiritual da conferência foi muito bom, o número de pessoas ultrapassou a nossa expectativa, os grupos de louvor de Setúbal, Castelo Branco e Cova da Piedade atuaram de maneira esplêndida, bem como os grupos de dança. Foi como se fôssemos elevados aos céus ou os céus descessem a nós. Inclusive, sendo este o 25º aniversário da nossa igreja foi preparado de forma muito criativa e ungida uma colecção sequencial e ininterrupta de 25 músicas inspiradas cantadas em 25 minutos. Uau! Parece que o céu nos envolveu!

No meio dessa fantástica festa espiritual e em comemoração às Bodas de Prata da Igreja Presbiteriana Renovada de Portugal encerramos em grande a conferência com um grande bolo oferecido pela igreja de Setúbal, bebidas e salgados com todos os irmãos em maravilhosa comunhão. Nos alegramos por tudo aquilo que Deus fez e por todas as mudanças que ainda fará como fruto da 22ª Conferência Nacional. Agradecemos a todas as igrejas e prelectores que participaram lembrando que juntos somos mais fortes no Senhor.

Principalmente agradecemos o nosso Senhor Jesus Cristo por tudo. Te amamos ó Deus!

Deus os abençoe e até a próxima Conferência em 2012, de 7 a 9 de Setembro.

Pr. Albert 

Obs: Perdeu alguma mensagem da Conferência? Todas as mensagens estão disponíveis na secção Áudio de nosso site para se ouvir ou baixar gratuitamente. Ir para Audios.

Video Introdução e Convite a Conferência: