Notícia postada em, 17 de Agosto
Retiro Europeu de Pastores
 

Estivemos reunidos no dia 12 e 13 de Julho de 2013 no Instituto Bíblico Português para o retiro de Pastores.

Com exceção de 1 pastor ausente, todos os demais pastores responsáveis estavam presentes. Foi um tempo de renovação e fortalecimento espiritual.

Abaixo segue um pequeno resumo das mensagens ministradas:

1. O Pássaro e a Oração (Pr. Leopoldo). Quando os pássaros pousam e agacham-se para a posição de descanso a sua musculatura e ossos travam as garras fechadas garantindo sossego e segurança para o pássaro enquanto descansa e dorme. É por isso que é normal vermos passarinhos dormindo no fim de luz ou galhos de árvore.

Em nossas vida cristã o paralelo é mesmo! Enquanto estamos de joelhos, agachados e em “espírito” de oração, estaremos protegidos e sossegados. Deus nos abençoará! A bíblia nos dá uma serie de conselhos sobre a oração. Orar sem cessar, não fazer nada sem a dependência de Jesus (Jo. 15.5). Oramos, Agimos, dormimos e restante Deus faz.

2. Enquanto Dormimos Deus trabalha (Pr. Leopoldo). Pensamos que tudo depende de nós e não desfrutamos do poder de Deus e do Seu poderoso agir em nossas vidas. A mulher foi criada enquanto Adão dormia. Por mais que Adão se esforçasse ou empenhasse, ele jamais conseguiria criar a mulher. Foi obra de Deus, sem nenhum dedo ou empenho humano.

Jacó enquanto fugia de sua terra teve e dormia, teve uma revelação de Deus maravilhosa! Pedro dormia na prisão enquanto Deus o libertava, quando percebeu que aquilo não era um sonho já estava livre na rua!

Se esquecermos de irmos e dependermos de Deus, nos frustraremos e nos desgastaremos e ainda assim não conseguiremos fazer a obra que Deus nos pede!

3. Quais são os Pensamentos que mais tenho tido? (Pra. Loide). Em resumo... nossos pensamentos em sua maioria são consumidos por inúmeras Preocupações  Em Fp. 4.6 nos é dito para “não andar ansiosos por coisa alguma...”, para vencermos a preocupação precisamos aguçar a nossa confiança em Deus. Como faremos isso? Alguns textos que nos ajudam:


Pv. 29.25
Pv. 28.25
Hb. 13.6
Sl. 56.11
Hb. 10.35

Precisamos lutar contra os SÊs! Lutar contra as dúvidas e inseguranças. Lembremos que a Bíblia diz para o fraco, declarar que é forte. O que o nosso rebanho tem visto em nós? Confiança? Precisamos renovar a nossa mente para sermos transformados (Rm. 12.2).


David ao lutar contra o gigante Golias, trás a memória pensamentos de fé e conquistas! Ele lembra que matou o urso e o leão quando vai enfrentar o mostro do Golias. O que ele estava fazendo? Aguçando a sua própria confiança!


4. Avisos de Deus para nós (Pr. Lael). Deus sempre trás avisos para nós, seus servos e servas. A palavra nos diz que não nos sobrevirá tentação senão humana (1Co. 10.13). Deus está no controle e nos avisará para que mudemos de vida.

A história de Balão e Balaque, em Nm. 22 nos demonstra Deus dando avisos a Balão:

4.1. Precisamos cumprir o plano soberano de Deus.

4.2. Primeiro Aviso, sair do caminho, a mula desviou-se do anjo.

4.3. Segundo Aviso, Nos leva a ficar apertados, a mula apertou o pé de Balão contra a parede.

4.4. Terceiro Aviso, Deus faz a nossa vida parar. A mula parou, o anjo impediu a mula de avançar. Momento de estagnação, não avançava..

Devemos estar atentos as avisos de Deus em nossas vidas, para que possamos permanecer firmes agradando sempre ao Senhor e não a nós mesmos.


5. Nenhum trabalho é sem importância (Pr. Mauricio). Em Atos 11.19-26, conta a história da igreja na cidade de Antioquia. Conta como Barnabé resgatou e desenvolveu o ministério do apóstolo Paulo. Barnabé, estava lá em Jerusalém quando Estevão morreu. Ele sabia o que Saulo fazia. Mas entende o trabalhar de Deus na vida de Paulo. Barnabé era o nome que recebeu por causa de seu ministério, não se tratava de seu nome de nascimento. Significava: Filho da Consolação – Que significa em grego a mesma função do Espírito Santo em nossas vidas. Ele se colocava ao lado das pessoas e ajudava naquilo que precisavam. Como o Espirito Santo, um companheiro, que está ali para defender e ajudar. Barnabé era assim para com os outros.

A igreja sem Espirito Santo não é nada. Assim também o ministério de Barnabé é fundamental hoje em nossas vidas e na igreja como um todo. Barnabé fez 3 coisas distintas: 1. Fez o possível para aumentar o ânimo de cada irmão e irmã. 2. Fez o possível para aumentar o número de pessoas. 3. Fez o possível para aumentar os recursos do reino de Deus.

Liderou tornando-se um servo. Não era um homem de destaque e holofotes. Buscou Paulo quando ninguém queria saber dele. Os irmãos de Antioquia tinha mandado Paulo para casa (Tarso), foi dispensado do ministério, mas Barnabé foi restaurá-lo. Promoveu e integrou Paulo a igreja de Antioquia.

5.1. Era uma pessoa que não tinha nada a provar para ninguém.

5.2. Era uma pessoa que não tinha nada a perder. Popularidade, fama, estima, crédito público. Barnabé era focado no dar e não no receber.

5.3. Barnabé não tinha nada a esconder. Transparente, vulnerável no bom sentido, sincero. Se alegrou com o povo. Foi autêntico e verdadeiro.Somos vasos de barro! Mas gostamos de ser vasos de ouro.

Seja sincero ao responder: Se Deus chama-se você para ser um Barnabé na vida de uma pessoa que viria a ser como o famoso apóstolo Paulo, você aceitaria? Aceitaria não receber a fama, os elogios, os méritos?

6. Não Contenda pela Caminho (Pr. Leopoldo). A Bíblia nos diz em Fp. 2.14 para “Fazermos todas as coisas sem murmuração nem contenda”. Precisamos nos empenhar para guardar as nossas mentes e corações de toda cilada que nos é colocada no caminho. José quando despede aos seus irmãos lhes disse para que não contendessem pelo caminho (Gn. 45.24).

Enquanto obedecemos a Deus não contendendo, ficamos protegidos e abençoados. Imagine se você contendesse com pessoas no trânsito ou comércio e no outro dia você as encontrasse na igreja. Que testemunho você daria? Você teria sido motivo da salvação dessas pessoas, ou motivo de perdição pelo mal testemunho? Guardemos a palavra e sejamos sábios em nosso proceder para que em tudo como obreiros venhamos a ser aprovados por Deus, sem termos nada do que se envergonhar.

Não contendais! 2 Tm. 2.24-26, 1 Co. 1.11.